fbpx
mini-DSC00690[1]

Fundada no dia 11 de maio de 1968 a APAE (ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DOS EXCEPCIONAIS) de MARÍLIA é uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos, que promove a prevenção e a inclusão da pessoa com Deficiência Intelectual e/ou Múltipla Deficiência e Transtornos Globais de Desenvolvimento, produzindo e difundindo conhecimento. Atua em todas as fases da vida, da infância ao processo de envelhecimento.
APAE DE MARÍLIA surgiu da necessidade de alguns pais de crianças com deficiência que ao chegar à idade escolar, não conseguiam suas matrículas em escolas regulares.
Com o apoio da antiga Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Marília – hoje UNESP – e em contato com a APAE de São José do Rio Preto e São Paulo, a fundadora Maria Luiza de Barros viabilizou a sua criação.
Em princípio seu funcionamento foi em um prédio cedido pelo Governo do Estado, localizado à Rua Catanduva, nº 611. Com o aumento da demanda mudou-se para um prédio cedido pelo Município, localizado à Rua Bonfim.
Em 1976 passou a funcionar em prédio próprio, localizado à Rua Raul Torres, nº 70 – Bairro Fragata C, cujo terreno havia sido cedido pelo Município.
Hoje, conta com uma estrutura de 18.000 m², sendo que 9.000 m² são de área construída.

A APAE DE MARÍLIA é uma entidade de referência em qualidade de ensino e compromisso social que atende diariamente cerca de 400 Pessoas com Deficiência Intelectual e/ou Múltipla Deficiência e Transtornos Globais do Desenvolvimento que necessitam de apoio pervasivo.

O grupo de profissionais responsáveis pelas ações da instituição é composto por funcionários cedidos pela Prefeitura de Marília, por meio de convênios e também contratados pela Instituição que são: pedagogos, assistentes sociais, enfermeiros, psicólogos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, neurologista, psiquiatra, nutricionista, professores de educação física, professor de música, professor de artes, professor de capoeira, professor de dança, terapeutas ocupacionais, técnicos de enfermagem, monitores sociais, auxiliares de desenvolvimento, serviços gerais e profissionais do setor administrativo que dão suporte para que todo o trabalho seja realizado com total organização.
A APAE DE MARÍLIA atua para fazer com que cada pessoa atendida se desenvolva como indivíduo e se torne um cidadão digno.

Conheça melhor o que fazemos e como você ou a sua empresa podem participar desta jornada de emancipação e de construção de cidadania.

0254252001582145519[1]

OBJETIVO
Atender por meio de um trabalho terapêutico, social e pedagógico, habilitando e reabilitando crianças, jovens e adultos com Deficiência Intelectual e/ou Múltipla Deficiência e Transtornos Globais do Desenvolvimento, além de promover a melhoria da qualidade de vida das Pessoas com Deficiência e suas famílias, buscando assegurar-lhes o pleno exercício da cidadania.

MISSÃO
Promover e articular ações de garantia e defesa de direitos para as Pessoas com Deficiência e suas famílias, oferecendo todo o tipo de assistência social, cultural, terapêutica e educacional, desenvolvendo atividades em busca da realização dos direitos básicos das Pessoas com Deficiência, com vistas ao desenvolvimento global, preparação para a vida produtiva, realização pessoal e inclusão social, a fim de proporcionar maior qualidade de vida.